Arrefecimento para veículos de passeio

Há poucos anos a tarefa principal do sistema de arrefecimento do motor era proteger o bloco do motor do superaquecimento. Mas para se alinhar às demandas relacionadas ao consumo do combustível, às emissões, ao conforto da cabine, o arrefecimento do motor tem assumido um papel mais complexo, especificamente o de um sistema de gerenciamento térmico. E para atender aos novos padrões de emissões e de CO2, independentemente da tendência na direção da eletrificação do trem de força, o sistema de arrefecimento continuará a assumir outras tarefas. Embora a “proteção dos componentes” continue sendo um aspecto funcional essencial, atualmente novos componentes no motor têm que ser, em diferentes momentos, resfriados ou aquecidos pelo circuito do refrigerante.

Enquanto que, no passado, circuitos e componentes eram projetados para, estaticamente, acomodar altas cargas térmicas, no futuro veremos sistemas dinâmicos, ou seja, com o arrefecimento baseado na demanda.