Arrefecimento de baterias

A crescente eletrificação dos trem de força é uma das maiores tendências tecnológicas da indústria automotiva. A fim de resfriar a bateria de íon-lítio e a eletrônica de potência de veículos híbridos e elétricos, temperaturas abaixo de 40 °C devem ser atingidas, o que se consegue através da interligação dos circuitos de baixa temperatura e do refrigerante. Isto resulta em novos e complexos circuitos que impõem demandas significativamente mais altas sobre cada um dos componentes e sobre o sistema de controle.